Prefeitura esclarece dúvidas sobre o “CORONAVOUCHER”; R$600 será pago a partir da próxima semana

Ouro Verde Mais entrevistou a Secretária Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos – Eliane Jocelaine Pereira para esclarecer as principais dúvidas sobre o auxílio emergencial do Governo Federal

O Coronavírus afetou todo o mundo com seu poder de infecção, e fez estragos não só na saúde, mas também na economia e, principalmente, na sociedade. Medidas emergenciais estão sendo pensadas e tomadas nas cidades, nos estados e na União. E a cidade de Campinas também sofre com esses efeitos. A preocupação em ser contaminado pelo COVID-19 é grande, mas a preocupação com o emprego é muito maior, principalmente em regiões mais pobres da cidade, como os distritos Ouro Verde e Campo Grande. Nessas regiões a presença de beneficiários de programas sociais, Microempreendedores e trabalhadores informais é muito grande. Com o anúncio do auxílio emergencial de R$600, as pessoas se animaram, mas também ficaram com dúvidas. Por isso, Ouro Verde Mais entrevistou a Secretária Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos – Eliane Jocelaine Pereira para esclarecer as principais dúvidas sobre o auxílio emergencial do Governo Federal. Acompanhe:

Eliane Jocelaine Pereira, Secretária Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos. – foto Carlos Bassan/PMC

Quem terá direito ao auxílio do governo federal de R$600?

As pessoas/famílias cadastradas no cadastro único para programas sociais do Governo Federal, até 20/03 e com renda por pessoa de até 1/2 salário mínimo ou renda familiar de até 3 salários.

Há cadastros em níveis Federal, estadual e municipal. Todos esses cadastros serão unificados? Qual o número atual de pessoas no cadastro único de Campinas?

Em Campinas temos 84.558 famílias cadastradas. Desses cadastros, 70.149 estão atualizados (é obrigatória a atualização cadastral no mínimo a cada 2 anos). O cadastro único para programas sociais do Governo Federal é utilizado por todos os municípios e permite identificar as pessoas e famílias de baixa renda.

Para as famílias que já se inscreveram anteriormente é possível confirmar a situação do Cadastro Único utilizando o APP Meu CadÚnico – disponível no Google Play. O “Meu CadÚnico – Consulta Cidadão” possibilita que a família consulte suas informações no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, sendo possível:

· emitir um comprovante de cadastramento,

· consultar quais são os integrantes da família,

· conhecer o NIS de cada um,

· ver se há alguma pendência no cadastramento

Para quem ficou desempregado em março/abril, também terá direito ao auxílio?

As pessoas/famílias que estavam inscritas no cadastro único até 20/03 e dentro do critério de renda do auxílio emergencial terão direito ao benefício. Aquelas pessoas que não possuem cadastro deverão aguardar as orientações sobre o aplicativo que será disponibilizado pelo Governo Federal na próxima terça, dia 07/04.

Os primeiros a receberem o auxílio serão os cadastrados no Bolsa Família? O valor cairá direto na conta do beneficiário?

As famílias que já são beneficiárias do Bolsa Família receberão o auxílio emergencial em suas contas, e deve ser disponibilizado nos próximos dias, diretamente pelo Governo Federal.

Importante lembrar que elas podem acompanhar e consultar informações sobre o bolsa família no aplicativo próprio do bolsa família.

Perguntas dos trabalhadores enviadas via rede social:

Karine Veloso – “Eu queria fazer o cadastro mas hoje o atendente no chat online me informou que não terei direito ao Auxílio pois teria que ter feito o cadastro antes do dia 20/03, mas não procede, estão passando informações erradas”.

Penso que isso é grave pois muitas pessoas deixarão de solicitar o auxílio por causa dessa informação!

No momento, não estamos fazendo novas inclusões no cadastro único. Se a pessoa já estava cadastrada até 20/03 e estiver dentro dos critérios do auxílio emergencial ela será beneficiada. Se ainda não tem cadastro, precisa aguardar a disponibilização do aplicativo específico que o Governo Federal está preparando.

Bruna Santos – “Quem já tem cadastro no Bolsa Família precisa fazer outro cadastro??”

Quem já recebe o Bolsa Família ou já está cadastrado no Cadastro Único não precisa fazer nenhum outro cadastro. O auxílio emergencial será concedido a partir do cadastro já existente.

Danyelle Sampaio – “Alguém pode me ajudar eu não tenho cadastro no bolsa familia ainda mais me encaixo nos padroes como faço pra fazer o cadastro?”

No momento, não estamos fazendo novas inclusões no cadastro único. Se ainda não tem cadastro, precisa aguardar a disponibilização do aplicativo específico que o Governo Federal está preparando. E se precisar de mais informações, pode acessar nossos canais de atendimento, disponíveis no site da Prefeitura Municipal de Campinas.

Carolina Godoy – “Quem tem o MEI consegue receber na caixa ou mesmo assim precisa fazer o cadastro?”

Quem já está cadastrado como MEI não precisa fazer o cadastro no aplicativo. Deve aguardar a divulgação do calendário de pagamento, para saber onde e quando irá receber. Lembrando que os critérios para recebimento do auxílio emergencial são:

– ser maior de 18 anos de idade;

– não ter emprego formal;

– não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família;

– renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00);

– não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70

O mundo não comporta mais o individualismo, a indiferença, a desigualdade, a violência, os privilégios e o preconceito.

Lurdes Alves Rodrigues – “Eu sou diarista tenho direito de receber”

Se você já estava cadastrada até 20/03 e estiver dentro dos critérios do auxílio emergencial, será beneficiada. Se ainda não tem cadastro, precisa aguardar a disponibilização do aplicativo específico que o Governo Federal está preparando.

Sueli Alves – “Me cadastrei pelo zap até agora não obteve nenhuma resposta de nada ..nem pra dar um satisfação dos fatos muita falta de consideração”

Nos últimos dias recebemos mais de 70 mil mensagens pelo número de WhatsApp disponibilizado. Estamos respondendo cada uma delas e ampliando nossos canais de atendimento para diminuir o tempo de resposta. Já respondemos mais de 14 mil destas mensagens. Pedimos que aguarde e se já estiver no Cadastro Único, o auxílio emergencial será liberado automaticamente. Se ainda não estiver e atender aos critérios poderá se cadastrar pelo aplicativo que será disponibilizado, na próxima terça, pelo Governo Federal.

As micro e pequenas empresas, que são responsáveis pela maioria dos empregos, e que estão passando por dificuldades, também serão atendidas por algum programa municipal?

Aqueles inscritos como MEI também terão direito ao auxílio emergencial.

Devido ao coronavírus, muitas pessoas perderão o emprego, principalmente em regiões mais pobres, como Ouro Verde e o Campo Grande, e mais famílias precisarão de ajuda para com alimentação e higiene. A prefeitura de Campinas já trabalha com esse cenário e já possui um plano para ajudar essas pessoas?

Estamos ampliando o número de famílias atendidas pelo programa Nutrir Campinas, de forma emergencial. Através do cartão alimentação oferecido através do programa as pessoas podem comprar gêneros alimentícios e produtos de higiene.

Além disso,  temos o atendimento de famílias em vulnerabilidade social e nutricional pelo Banco Municipal de Alimentos e pelo ISA, equipamentos que neste momento,  por meio de uma parceria entre a Secretaria de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos,  e o Exército,  ganharam o reforço do 2° Batalhão de Logística Leve de Campinas,  para ampliar as ações de distribuição de alimentos em 49 pontos da cidade,  e 104 organizações da sociedade civil parceiras.

Estamos passando por um momento muito difícil na saúde, com consequências tristes na economia e na sociedade. E você está numa pasta que convive diariamente com problemas sociais. Como ter forças para enfrentar a atual situação?

Sou servidora pública de carreira e desta forma compreendo que o conceito de ser servidor público ganha especial relevância neste momento de pandemia, sem admissão de hesitação, medo ou fraqueza.

Uma cidade depende de nós, principalmente quem se encontra em vulnerabilidade social e nutricional, portanto, diariamente renovo minhas forças para, com serenidade, guiar nossa equipe em direção a quem mais precisa.

O que me motiva a isso, ainda mais, é ter o entendimento, que todos devem ter, de que somos interdependentes, ou seja, nossas ações impactam a vida do outro. Por isso, fazer a diferença positiva na vida de cada pessoa de nosso município e do nosso país é essencial para o desenvolvimento e conservação da sociedade.

Para finalizar, você deseja deixar uma mensagem de solidariedade para a população? Tem algum assunto ou algo que você deseja falar, e que não foi perguntado?

Acredito que nada acontece ao acaso, e que cada momento é uma oportunidade. Que nestes momentos, que nos suscitam tantas indagações, indaguemos como podemos auxiliar alguém, seja com uma palavra de ânimo e otimismo; seja oferecendo ajuda a quem está só.  Ou ainda doando alimentos ao Banco de Alimentos, para que chegue a quem não tem. Doando-se voluntariamente a ações desenvolvidas pelo Município pelo canal www.transformacampinas.com.br.Mas sem deixar de mudar e transformar a si mesmo, para que passada esta pandemia, a cooperação, a solidariedade e o combate às desigualdades sociais sejam a divisa de todos os cidadãos, não apenas do Estado ou das autoridades.

O mundo não comporta mais o individualismo, a indiferença, a desigualdade, a violência, os privilégios e o preconceito.

Sejamos, de fato, a mudança que queremos ver no mundo, a partir do exercício da cultura de paz, em todos os momentos, e que não seja necessário um vírus para despertar nossas consciências.

Importante informar que O detalhamento da forma de pagamento dos R$600 será divulgado na segunda-feira (6) pela Caixa Econômica. E atenção! Fique atento a fraudes e fake news. Utilize meios confiáveis para informação. Evite clicar em links enviados via WhatsApp.

Coletiva de imprensa com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, o ministro da Economia, Paulo Guedes e o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni – Foto: Alan Santos/PR

O Ouro Verde Mais agradece a secretária municipal Eliane pelo tempo cedido a responder as perguntas. Muito Obrigado.