BRT Ouro Verde: Multa de R$ 10 milhões por atraso nas obras

Caso o atraso continuar, a Administração Municipal tomará todas as medidas necessárias para garantir a conclusão do BRT

fotos: divulgação – A prefeitura de Campinas, determinou a aplicação de multa no valor de R$ 10 milhões ao consórcio BRT Campinas, responsável pelo Lote 4, Corredor Ouro Verde do BRT, por atraso nas obras daquele trecho dos corredores.

A decisão foi tomada após a administração notificar o consórcio duas vezes. De acordo com o prefeito Dário Saadi, se o atraso continuar, todas as medidas necessárias serão tomadas para garantir que a obra seja finalizada.

BRT Ouro Verde
Mapa do trajeto dos corredores Ouro Verde e Campo Grande do BRT em Campinas

No caso em questão, o atraso refere-se a trechos viários em frente ao terminal de ônibus Ouro Verde, nas proximidades do Vida Nova, bem como no trecho da ponte sobre o rio Capivari. Nesses três trechos, a desorganização é notável, com reflexos no trânsito, que fica muito lento, principalmente nos horários de pico, quando a população vai trabalhar ou volta pra casa.

Um ponto preocupante é o acesso das pessoas do Terminal Ouro Verde para o Hospital Ouro Verde. Antes do início das obras havia uma passarela que facilitava o acesso. Hoje em dia, com as obras do BRT, o trânsito dos pedestres está dificultado por conta de obstáculos e sujeira no local.

De acordo com a prefeitura e a EMDEC, o Lote 4 atualmente está com 87% das obras concluídas e tem um custo de quase R$102 milhões.

Confira o vídeo do trajeto do BRT Ouro Verde:

Confira o vídeo do trajeto do BRT Campo Grande

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.