“Ação de Alimentação” coloca Exército na batalha contra o coronavírus

fotos: divulgação – O Exército também entrou na linha de frente na batalha contra o coronavírus. Militares do 2º Batalhão Logístico Leve (2º B Log L), da 11ª Brigada de Infantaria Leve de Campinas iniciaram as ações de apoio aos trabalhos desenvolvidos pelo Banco Municipal de Alimentos de Campinas e pelo Instituto de Solidariedade para Programas de Alimentação (ISA), ambos instalados dentro da Ceasa Campinas.

Na atividade chamada de “Ação de Alimentação”, os militares atuarão em duas frentes: junto ao ISA, que recolhe e distribui alimentos doados pelos permissionários da Ceasa; e ao Banco de Alimentos de Campinas, que recebe os gêneros alimentícios de empresas e parceiros de fora da Ceasa. 

No apoio ao ISA, os militares estão participando dos trabalhos de coleta, seleção, higienização e distribuição dos alimentos doados ao ISA que, por sua vez, os distribui a instituições parceiras e famílias em situação de vulnerabilidade social nos bairros da cidade. Serão atendidas 900 famílias em 38 pontos de distribuição; 104 entidades; pacientes da rede hospitalar (45 pessoas); eventos sociais abertos à comunidade (sem fins lucrativos). As sobras, por sua vez, serão encaminhadas para pequenos pecuaristas, para consumo animal.

 “Trabalhamos com famílias de extrema vulnerabilidade social e estamos com uma demanda maior devido à crise provocada pelo coronavírus. Como os permissionários também estão doando uma quantidade maior de alimentos, só com nossos funcionários, não seria possível fazer o trabalho e chegar às pessoas que estão precisando”, disse a gerente geral do ISA, Maria Carolina Loureiro Bicaro, explicando que parte do seu pessoal está afastado, em quarentena.

ISA

O ISA é uma organização não governamental (ONG) que funciona dentro da Ceasa Campinas e tem por objetivo combater a fome e o desperdício, garantindo o aproveitamento do excedente de hortifrútis e incentivando doações dos comerciantes. O ISA arrecada doações de frutas, verduras e legumes, depois seleciona, higieniza e distribui. São uma média de 33 mil pessoas assistidas por mês e centenas de entidades assistenciais.

Banco de Alimentos

Outra frente de trabalho do Exército está sendo buscar as doações de empresas ao Banco de Alimentos de Campinas para posterior distribuição aos beneficiados.

São alimentos não perecíveis que são entregues a entidades cadastradas junto ao órgão. Neste caso, o Exército também levará os mantimentos a algumas dessas instituições beneficiadas. De acordo com a administração do Banco de Alimentos, a demanda triplicou e, quanto mais ajuda chegar, mais pessoas poderão ser atendidas na outra ponta.

O Banco Municipal de Alimentos funciona numa área dentro da Ceasa e é resultado de convênio com a Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos. Fundado em 2003, o Banco arrecada produtos fora da Ceasa em eventos esportivos e culturais, em supermercados, empresas e por meio de parcerias. 

Exército em Campinas

Em uma ação de apoio ao esforço de combate à Covid-19, as Organizações Militares da Guarnição de Campinas, em parceria com o Hemocentro da Unicamp, iniciaram coletas de sangue a fim de manter os estoques dos bancos de sangue em um nível adequado às suas necessidades de funcionamento, contribuindo para a conscientização da população sobre a importância da manutenção das doações, mesmo em tempos de pandemia.

No próximo dia 8 de abril, as doações de sangue serão realizadas no 28º Batalhão de Infantaria Leve (28º BIL) e no 2º Batalhão Logístico Leve (2º B Log L).

Outra ação do Exército em Campinas ocorre no Hospital de Campanha da Unicamp, onde atuam na montagem da estrutura, segurança do equipamento, alimentação e transporte do pessoal envolvido no projeto. Quando a unidade começar a funcionar, atuarão também na desinfecção das instalações.