Vias Rodoviária-Centro BRT são liberadas ao trânsito de veículos

A nova dinâmica de circulação agiliza o acesso ao Terminal Multimodal “Ramos de Azevedo”

fotos: Divulgação/Emdec – O Complexo BRT Rodoviária foi parcialmente entregue nesta sexta-feira, 13 de novembro na região central.

As faixas de concreto foram construídas em toda a extensão da Rua Marquês de Três Rios e na Rua Saldanha Marinho (no trecho desde a Avenida João Penido Burnier até a Marquês de Três Rios). A liberação inclui a passagem sob o complexo de viadutos da Estação BRT Rodoviária, que permite o acesso da Rua Marquês de Três Rios até a Avenida Governador Pedro de Toledo e à nova estação construída na Rua Francisco Elisiário. A nova dinâmica de circulação agiliza o acesso ao Terminal Multimodal “Ramos de Azevedo”.

A extensão liberada representa uma parte do trecho inicial do Corredor Campo Grande, que contemplará a ligação entre a região central, a partir do futuro Terminal BRT Mercado, até a Vila Aurocan.

Ponte Estaiada – BRT Rodoviária

Complexo Rodoviária

O Complexo Estação BRT Rodoviária é formado por cinco viadutos, entre eles o estaiado, além de três estações. São duas estações de piso elevado, destinadas aos ônibus do futuro sistema BRT; e uma estação de piso baixo, reservada para as linhas alimentadoras, que está sendo ativada. Toda a iluminação do complexo é em LED.

Construído sobre a Avenida Barão de Itapura, o viaduto estaiado possui 118 metros de extensão, por 12,80 metros de largura e cerca de 40 metros de altura total. A estrutura é feita em concreto armado e conta com 36 estais (cabos de aço) conectados ao mastro de concreto. São duas faixas de rolamento e passeio operacional em ambos os lados.

Futuramente, o viaduto estaiado será usado pelo transporte público para interligação da Estação Rodoviária ao trecho 1 do Corredor BRT Campo Grande.

As obras do Complexo BRT Rodoviária tiveram o investimento de cerca de R$ 20 milhões. A empresa responsável pelo trecho liberado é o Consórcio Corredor BRT Campinas, formado pelas empresas Arvek, D. P. Barros, Trail, Enpavi e Pentágono.

Operação Transporte

As faixas exclusivas ativadas na região central serão utilizadas por 19 linhas de ônibus do sistema convencional, que terão alterações no itinerário. São elas: 212, 230, 240, 251, 253, 260, 261, 264, 271, 273, 289, 299, 349, 366, 385, 386, 396, 403 e 408. Juntas, elas transportam cerca de 73 mil usuários ao dia.

A estação de piso baixo, que compõe o Complexo BRT Rodoviária e fica na Rua Francisco Elisiário, foi totalmente ativada, passando a atender as linhas 212, 251, 260, 261 e 264, com embarque e desembarque pela esquerda.

Para a nova operação, três pontos de ônibus foram ativados na Rua Marquês de Três Rios: posterior à Rua Saldanha Marinho; posterior à Avenida Andrade Neves; e anterior à Avenida Governador Pedro de Toledo, após a passagem sob os novos viadutos. Foram desativados os pontos de ônibus localizados na Rua Dr. Mascarenhas, posterior à Rua Dr. Ricardo; e na Avenida Andrade Neves, posterior à Rua Dr. Mascarenhas.

Para viabilizar a nova dinâmica de circulação, a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) implanta sentido único de circulação nas vias Saldanha Marinho, Marquês de Três Rios, Dr. Mascarenhas e Francisco Elisiário. A Rua Saldanha Marinho passa a ter sentido único, no trecho entre as vias Hércules Florence e Marquês de Três Rios, com o tráfego fluindo neste sentido. A Rua Marquês de Três Rios passa a ter sentido único, no trecho entre as vias Saldanha Marinho e Avenida Governador Pedro de Toledo, com o tráfego fluindo neste sentido. A Rua Dr. Mascarenhas terá sentido único no trecho entre as vias Francisco Elisiário e Avenida Andrade Neves, com fluidez neste sentido. E a Rua Francisco Elisiário passa a ter sentido único, no trecho entre as vias Marquês de Três Rios e Dr. Mascarenhas, com a circulação fluindo neste sentido.