Ouro Verde tem live “Mulheres que (R)existem: pandemia e a violência na periferia”

Conversa sobre os direitos das mulheres, no mês em que se comemora o Dia Internacional da Luta pelos Direitos da Mulher é aberta ao público

foto: divulgação – Nesta sexta-feira, dia 26 de março, às 14h, teremos a live “Mulheres que (R)existem: pandemia e a violência na periferia”. A ação é da Rede Intersetorial Ouro Verde, formada por serviços públicos da região.

O encontro virtual será transmitido pelos canais da MandelaTV: facebook.com/MandelaTV.br ou youtube.com/c/MandelaTV_br. E será abeto ao público em geral. A proposta é promover uma conversa sobre os direitos das mulheres, no mês em que se comemora o Dia Internacional da Luta pelos Direitos da Mulher.

O vídeo ‘Salve as Mina!’, uma produção do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Nelson Mandela, inicia as provocações sobre o tema. O encontro contará com a participação da assistente social Elizabeth Rossin e da comandante da Guarda Municipal de Campinas, Maria de Lourdes Soares. A mediação do bate-papo fica por conta das assistentes sociais Rosemeire da Silva e Caroline Oliveira, as duas profissionais atuam na região.

A ação faz parte da luta pelos direitos das mulheres, trabalho constante, realizado pelos profissionais da rede municipal de assistência social, saúde e educação, na região do Ouro Verde e dos DICs, com os usuários e usuárias dos serviços públicos.

A Intersetorial Ouro Verde

 A Rede Interesetorial Ouro Verde conta, atualmente, com a participação do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Nelson Mandela; Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil (CAPS IJ) Espaço Criativo; Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas Sudoeste); Praça da Juventude, da Secretaria de Esportes e Projeto Guri, da Secretaria de Cultura.

Também participam as Organizações da Sociedade Civil (OSCs) parceiras da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos. Entre as quais estão o Centro Comunitário do Jardim Santa Lúcia; Núcleo Calvariano; Sociedade Educativa de Trabalho e Assistência (Seta), Associação Nazarena Assistencial (ANA DIC); Instituto de Reabilitação de Campinas (Ircamp); Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Campinas e Região (AAPICAMP).