Obesidade infantil traz riscos para a saúde adulta

Crianças acima do peso têm mais chances de se tornarem adultos também obesos. A obesidade impacta no surgimento de doenças como diabetes e hipertensão

No dia 3 de junho é marcado pela Conscientização Contra a Obesidade Mórbida Infantil, e o Ministério da Saúde faz um alerta: crianças obesas têm chances de virar adultos também obesos (e doentes). A consequência de obesidade na infância para a vida adulta é o aparecimento de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, que podem matar precocemente no período de grande produtividade na fase adulta.

Estudo recente aponta que crianças acima do peso possuem 75% mais chance de serem adolescentes obesos e adolescentes obesos têm 89% de chance de serem adultos obesos. Pesquisas do Ministério da Saúde indicam também, que 12,9% das crianças brasileiras entre 5 e 9. Por isso, além de centrar ações nos primeiros dias de vida, como o incentivo ao aleitamento materno, o MS destaca que as políticas de estímulo ao hábito saudável devem aliar ações de alimentação e atividade física.

ESTUDO AJUDARÁ A IDENTIFICAR A OBESIDADE INFANTIL

O Ministério da Saúde vai realizar Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (ENANI), que busca mapear a situação de saúde e nutrição de crianças em todo o país, com informações detalhadas sobre hábitos alimentares, crescimento e desenvolvimento. Serão visitados 15 mil domicílios em 123 municípios que abrigam crianças menores de 5 anos. As informações ajudarão na construção de políticas públicas e estratégicas de promoção da saúde. A participação é voluntária e os dados são sigilosos. O entrevistador explicará os procedimentos e entregará um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, com detalhes da pesquisa e orientações para tirar dúvidas, incluindo a opção gratuita de ligar para o telefone 0800 808 0990.