Novos radares entram em operação na John Boyd, nesta quinta, 30/06

Por 30 dias, condutores receberam avisos educativos para alertar sobre a presença do equipamento

fotos: divulgação – Após um período de conscientização e orientação que enviou avisos educativos aos condutores que cometeram infrações, quatro novos radares entram em operação efetiva na Avenida John Boyd Dunlop (JBD), a partir da 0h da próxima quinta-feira, dia 30 de junho.  

Os equipamentos de proteção à vida foram instalados em locais onde foram registrados acidentes graves. São dois novos medidores fixos de velocidade instalados no Jardim Nova Esperança, no sentido bairro – Centro da Avenida JBD, próximo à Rua Francisca Alves do Pinho; e no sentido Centro – bairro da via, anterior à Rua Francisca Alves do Pinho. A velocidade máxima permitida é de 50 km/h.  

No Jardim Roseira, são outros dois medidores de avanço de sinal vermelho, parada sobre a faixa de pedestres e excesso de velocidade, instalados no sentido Centro – bairro da Avenida John Boyd Dunlop, próximo à Avenida Brasília; e na altura da Estação BRT Roseira / PUCC.  

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) implantou nova sinalização vertical nos pontos contemplados. No total, foram 16 placas instaladas – indicação de velocidade regulamentada (50 km/h), fiscalização eletrônica, orientação sobre os horários em que os detectores de avanço de sinal vermelho ficam inoperantes (19h às 6h) e indicação de semáforo à frente com velocidade regulamentada.  

John Boyd
Novos radares visam reduzir os acidentes na John Boyd Dunlop
Novos radares – Confira o histórico de acidentes registrados nos locais que receberam os equipamentos: 

Av. John Boyd Dunlop (B/C), próximo à Rua Francisca Alves do Pinho 

– 2021: 4 ocorrências, sendo 1 acidente com vítimas e 3 sem vítimas 

– 2022: 2 ocorrências, sendo 1 acidente fatal e 1 acidente sem vítimas 

Av. John Boyd Dunlop (C/B), anterior à Rua Francisca Alves do Pinho  

– 2021: 3 acidentes sem vítimas 

Av. John Boyd Dunlop (C/B) x Av. Brasília  

– 2021: 21 ocorrências, sendo 4 atropelamentos, 6 acidentes com vítimas e 11 sem vítimas 

– 2022: 16 ocorrências, sendo 11 acidentes com vítimas e 5 acidentes sem vítimas 

Av. John Boyd Dunlop (C/B), próximo à Estação Roseira/PUCC 

– 2021: 10 ocorrências, sendo 4 acidentes com vítimas, 2 acidentes com vítimas fatais e 4 acidentes sem vítimas 

– 2022: 1 acidente com vítima 

Além de registrarem acidentes, os pontos que receberam os radares também apresentam alta concentração de pedestres em travessias, potencial desrespeito à velocidade regulamentada e presença de polos geradores de tráfego.  

3.450 avisos educativos conscientizaram condutores  

Como parte da Campanha “JBD: Morte Zerø no Trânsito”, que busca zerar o número de acidentes fatais na Avenida John Boyd Dunlop, a Emdec emitiu 3.450 avisos educativos aos condutores que cometeram infrações identificadas pelos novos radares. A campanha é apoiada pela Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global (BIGRS). As correspondências traziam a mensagem “Repense comportamentos e ajude a salvar vidas!”. 

Em 2021, 12 pessoas perderam a vida na via. Desrespeito por parte de alguns motoristas e pedestres às regras de trânsito justifica os números

Do total, 312 avisos educativos foram por avanço ao sinal vermelho; 2.350 por transitar acima da velocidade máxima permitida em até 20%; 614 por transitar acima da velocidade máxima em mais de 20% até 50%; e 174 avisos educativos por transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 50%. Houve sete casos de registro de velocidade acima dos 100 km/h; e em um dos casos a velocidade medida atingiu 110 km/h. 

A Avenida JBD também recebeu peças de comunicação visual para orientar a população sobre os novos equipamentos. Foram instaladas 15 faixas, 20 banners e dois painéis, que traziam mensagens como “Respeitar a velocidade evita mortes no trânsito. Proteja sua vida e a dos outros” e “10 km/h a menos no velocímetro podem fazer a diferença entre a vida e a morte”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.