Campinas busca zerar acidentes fatais na John Boyd

Em 2021, 12 pessoas perderam a vida na via. Desrespeito por parte de alguns motoristas e pedestres às regras de trânsito justifica os números

foto: reprodução GoogleMaps – Zerar o número de acidentes com vítimas fatais na Avenida John Boyd Dunlop (JBD) e conscientizar a população sobre o excesso de velocidade praticado na via. Com esse intuito, o prefeito Dário Saadi lançou, nesta sexta-feira, dia 25 de fevereiro, a Campanha “JBD: Morte Zerø no Trânsito”, promovida pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) e pela Secretaria de Transportes (Setransp). Em 2021, 12 pessoas perderam a vida na Avenida JBD. No total, 374 acidentes foram registrados na via, sendo 11 fatais.  

Pontos com maior severidade no acidentes de trânsito na John Boyd
A campanha na John Boyd contempla quatro pilares:

1 – Gestão da Segurança Viária (reforço da sinalização e fiscalização);

2 – Vias Seguras (intervenções na geometria viária);

3 – Usuário Seguro (ações educativas e de comunicação); e

4 – Atendimento à Vítima (formação dos agentes da Mobilidade Urbana).

As ações começaram já nesta sexta-feira (25/02), com blitze educativa em trechos da avenida, entre eles: Estação Garcia, Balão do Londres e PUC. A campanha se estende até junho e futuramente será espelhada em outros corredores com alta acidentalidade.  

“Fica aqui um apelo para a colaboração de toda a sociedade. Não dá mais para repetir comportamentos como beber e dirigir, avançar o sinal vermelho e ultrapassar o limite de velocidade, colocando em risco a sua vida e a do próximo”, enfatizou o prefeito Dário Saadi.  

Segurança viária na John Boyd  

Durante toda a campanha, serão cerca de 40 blitze de educação e fiscalização, em diversos pontos da avenida, envolvendo dez veículos e uma equipe de 40 profissionais da Emdec, entre agentes da Mobilidade Urbana e educadores. Na segunda fase, as blitze terão o apoio da Guarda Municipal e da Polícia Militar. 

Uma estratégia de reforço da sinalização viária em todo o eixo da Avenida John Boyd Dunlop também integra a campanha “JBD: Morte Zerøno Trânsito”, com 122 novas placas no total.

A campanha inclui, ainda, mapeamento de outras necessidades de melhoria na sinalização, geometria viária e acessibilidade; além de reforço dos equipamentos de fiscalização eletrônica em pontos com altos índices de acidentes, alta circulação de pedestres, potencial desrespeito à velocidade regulamentada e presença de polos geradores de tráfego.    

Também está prevista uma formação dos agentes da Mobilidade Urbana, em parceria com o Corpo de Bombeiros, para qualificar o acionamento dos órgãos de resgate e saúde, durante ocorrências de trânsito.

Comunicação e educação 

Para sensibilizar motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres, mensagens educativas de alto impacto serão divulgadas nas redes sociais e espalhadas em pontos da Avenida JBD com altos índices de acidentalidade. As peças alertam para o respeito à velocidade regulamentada e à sinalização viária, proteção da própria vida e a do próximo.  

No total, serão 40 banners, 40 faixas informativas, quatro painéis e outdoor digital. Também serão divulgados vídeos que evidenciam as consequências dos acidentes causados por excesso de velocidade. Uma mensagem alusiva à campanha será inserida nos relógios digitais espalhados pela cidade, com apoio da Setec (Serviços Técnicos Gerais).  

A mobilização envolve o Comitê de Segurança Viária da Emdec, o Comitê de Análise de Acidentes “Vida no Trânsito” e conta com o apoio técnico da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global (BIGRS), que está apoiando o município na área de segurança viária. O WRI Brasil fará uma inspeção na Av. JBD, no âmbito da Iniciativa Bloomberg, mapeando in loco as necessidades de melhoria da sinalização, desenho viário e acessibilidade. 

Acesse, no site da Emdec (http://www.emdec.com.br/eficiente/repositorio/2022/28766.pdf), infográfico contendo dados preliminares de acidentalidade no município e na Av. JBD, em 2021. 

One thought on “Campinas busca zerar acidentes fatais na John Boyd

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.