Mais saúde e longevidade na terceira idade

Especialista dá dicas para ser um idoso saudável e continuar ativo na velhice

Foto de Tom Leishman no Pexels A qualidade de vida é reflexo de nossas atitudes positivas ou negativas. Entre elas, a prática de atividades físicas, uma alimentação saudável, momentos de interação social. Quem já passou dos 60 anos, os cuidados devem ser ainda maiores.

A alimentação para o idoso deve ser preenchida com um cardápio variado de 5 a 6 vezes por dia, principalmente por alimentos ricos em proteínas, vitaminas, carboidratos, frutas, verduras, legumes e não se esquecendo de manter o equilíbrio.

O corpo humano tem uma validade e os ossos se desgastam, as células enfraquecem e os músculos perdem força. Sabemos que a estrutura corporal sofre alterações ao longo dos anos, como as hormonais, nada melhor do que sempre assegurar um fortalecimento através de bons hábitos. Muito importante ter uma vida regrada na fase jovem e adulta, combinada com boas noites de sono e uma alimentação saudável. Nesta fase, sabemos que é preciso manter a massa muscular e ainda prevenir doenças que são comuns nesse momento, como diabetes, hipertensão, câncer, osteoporose e outros males.

Consuma frutas, verduras e legumes. Atenção aos rótulos dos produtos industrializados.

4 dicas incríveis que vão fazer a diferença:

  • Priorize os alimentos naturais e consuma alimentos mais in natura. Atenção aos rótulos dos produtos industrializados.
  • Consuma fibras, elas são importantíssimas em sua alimentação em razão do controle da glicose, da redução do colesterol e, até mesmo, da prevenção do câncer de cólon e também, auxilia na saciedade, ajudando a manter o peso.
  • Inclua alimentos ricos em ômega 3, por exemplo, o peixe, que você pode consumi-lo pelo menos uma vez por semana. Ele é fundamental para ajudar a sua saúde. O ômega 3, tem a função anti-inflamatória e ainda auxilia na prevenção e no controle de várias doenças, como diabetes, artrites, entre outras. Alimentos que encontramos: peixes, chia, azeite, nozes, amêndoas e folhas verdes escuras.
  • Inclua mais vitamina D, ela também é essencial para a manutenção de sua saúde. Uma dica: para que o cálcio seja absorvido pelo organismo é preciso consumir alimentos ricos em vitamina D, caso contrário, o cálcio não será aproveitado pelo nosso corpo. Alimentos: Leite, iogurte, ovos e famoso sol da manhã.

“Uma alimentação saudável para o idoso deve ser combinada com atividades físicas e uma família presente e amorosa.”

Nathy Loyola (@nathaliloyola) pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional

Uma alimentação saudável para o idoso deve ser combinada com atividades físicas e uma família presente e amorosa. Com certeza, esses cuidados vão acrescentar anos de vida ou mais vida aos anos do idoso. Não se esqueça de que pessoas mais velhas ficam carentes e que, o carinho dos filhos e netos é essencial para que eles tenham mais qualidade de vida.

Sobre a Loyola Concept — Nutrição e Saúde (www.loyolaconcept.com.br)