Comércio perde cerca de R$ 50 milhões em fevereiro

O e-commerce expandiu 20% em fevereiro de 2021. O ticket médio das vendas on line cresceu 20%, passando de R$ 136,20 para R$ 163,40

foto: divulgação/PMC – O faturamento do comércio varejista de Campinas foi de R$ 975,8 milhões em fevereiro de 2021, e representa uma redução de 4,87% (R$ 49,9 milhões) em relação ao mesmo mês de 2020, quando o comércio faturou R$ 1,025 milhão, e de 6,54%, quando comparado a janeiro deste. As informações são da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), baseadas nos dados da BoaVista SCPC – Serviço Central de Proteção ao Crédito. Na RMC – Região Metropolitana de Campinas – o percentual de queda no faturamento foi semelhante (-4,86%) na comparação entre fevereiro de 2020 (R$ 2,442 milhões) e 2021 (R$ 2,323 milhões).

“Somada à perda de R$ 5,048 bilhões no acumulado de janeiro a dezembro de 2020, o prejuízo do comércio varejista da região acumula R$ 5,268 bilhões durante a pandemia”, informa Laerte Martins, diretor do Departamento de Economia da ACIC. O e-commerce expandiu 20% em fevereiro de 2021. O ticket médio das vendas on line cresceu 20%, passando de R$ 136,20 para R$ 163,40.

“As mudanças de fase do Plano São Paulo, com o aumento das restrições de circulação, afetarão ainda mais as vendas do mês de março”, analisa. Na categoria de “bens não duráveis, as vendas em supermercados aumentaram em 10,60% e, nas drogarias e farmácias, 1,65%. Já os postos de gasolina sofreram redução de 9,55% em fevereiro de 2021. Na categoria “bens duráveis”, as vendas de materiais de construção evoluíram em 15,5% e móveis e lojas de departamentos em 1,25%. Já o setor de vestuário teve as vendas reduzidas em 7,20%. Já na categoria “serviços”, turismo e transportes, sofreram queda de 11,40% e bares e restaurantes caíram 13,15%.

Inadimplência

A inadimplência, entre janeiro e fevereiro de 2021, expandiu 34,49%. Comparada com fevereiro de 2020, a inadimplência expandiu 1,70%. No acumulado do ano (janeiro e fevereiro), a expansão foi de 3,18%, com 23.039 carnês / boletos não pagos em fevereiro 2021, contra 22.330 de fevereiro de 2020, o que correspondendo a R$ 16,6 milhões em endividamento em Campinas.

Auxílio na Fase Emergencial

Considerando o aumento das restrições de circulação em Campinas devido a Fase Emergencial do Plano São Paulo de Combate à Covid-19, a ACIC realiza, de hoje, dia 15 de março e até sexta-feira, dia 19, sempre às 19h30, a série de lives nos “5 passos para continuar a vender, mesmo de portas fechadas”, visando orientar e oferecer importantes dicas para as vendas on-line e retirada nos sistemas drive-thru e delivery, permitidos no comércio de Campinas. Serão cinco lives, ao vivo, no instagram @ACICAMPINAS

“Como associação, entendemos todos os desafios que a Fase Emergencial trouxe para os empreendedores, mas principalmente para aqueles que estão de portas fechadas. Por isso solicitamos ao nosso Departamento de Marketing que preparasse, com urgência, uma série de conteúdos voltados para a orientação que podem ser tomadas para movimentar os negócios”, explica a presidente da ACIC, Adriana Flosi.

Programação da semana

  • 15/03 – Faça com que sua empresa seja encontrada: como ser visto, mesmo com a loja fechada;
  • 16/03 – A melhor maneira de mostrar seus produtos à distância;
  • 17/03 – O cliente quer comprar, mas tem dúvidas: como atender e vender remotamente;
  • 18/03 – Formas de pagamento: o segredo para vender à distância;
  • 19/03 – As melhores práticas para fazer delivery, drive thru e trocas com sua loja fechada.