Aulas presenciais começam dia 8 de fevereiro nas escolas municipais

Turmas serão divididas e estudantes se revezarão entre aulas presenciais e à distância. Unidades seguirão protocolo sanitário

foto: divulgação prefeitura – A prefeitura informou que as 207 escolas de ensino municipal de Campinas retomam as aulas presenciais dia 8 de fevereiro. Ao todo são 47,6 mil alunos matriculados na pré-escola, Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Profissionalizante e de Qualificação Profissional.

Suspensas desde março de 2020 por causa da pandemia de coronavírus, as aulas presenciais recomeçam com redução de horário e revezamento de turmas, para garantir o distanciamento social, e rigorosos protocolos sanitários, seguindo orientação das autoridades de saúde.

“Todas as pesquisas apontam que as escolas são seguras, desde que todos os protocolos sanitários sejam obedecidos. Estamos fazendo a checagem de todas as nossas unidades para voltarmos com segurança”, afirmou o secretário de Educação, José Tadeu Jorge.

O cronograma prevê, neste primeiro momento, um retorno híbrido, com aulas presenciais e por meio da plataforma digital. O retorno presencial é facultativo ao aluno.

As turmas serão divididas: metade da sala vai para a escola uma vez por semana enquanto a outra metade fica em casa. Depois, os alunos se revezam, quem estava em casa, tendo aula on-line, vai para a escola.

Já os alunos da Educação Integral, do Ensino Fundamental, terão aulas presenciais todos os dias. No entanto, as turmas serão divididas em dois períodos: metade frequenta a escola no período da manhã e o restante à tarde.

Em virtude da constante necessidade de higienização de todos os espaços das escolas, o que inclui maçanetas das portas e carteiras, por exemplo, o período de aula será de três horas diárias. Antes da pandemia eram cinco horas. Nos dois turnos serão oferecidas duas refeições: café da manhã e almoço ou almoço e café da tarde.

“As primeiras semanas servirão para a conscientização da comunidade escolar. Estamos vivenciando uma situação inédita e a pandemia ainda está em curso. É uma oportunidade de as crianças também aprenderem conceitos. As primeiras semanas terão esse foco: o novo contexto”, explicou o secretário.

Cada aluno receberá um kit com quatro máscaras não descartáveis e um vidro individual de álcool em gel. Os professores, além das máscaras, também contarão com protetor facial (face shield). As carteiras serão disponibilizadas com um distanciamento de um metro e meio. Totens com álcool em gel serão distribuídos em pontos estratégicos das escolas.

As aulas de educação física serão mantidas, mas sem esportes de contato.

O retorno presencial é facultativo. Caso a família não queira levá-lo à escola, o estudante pode acompanhar as aulas pelo sistema remoto. O conteúdo será o mesmo.