Alô Sofrência! Marília Mendonça é a mais ouvida em 2020

Spotify divulgou a lista dos mais ouvidos. A sertaneja goiana foi a mais ouvida entre todos os artistas no Brasil ano passado. O Sertanejo, pra variar, foi o gênero mais ouvido. Confira o ranking

fotos: divulgação/ artistas – A plataforma de áudio Spotify divulgou as músicas e artistas que mais bombaram nas playlists da moçada no ano de 2020. Um ano bem atípico por conta do coronavírus, que fez aumentar, e muito, o consumo de música pela web.

O gênero mais ouvido, disparado, continua sendo o bom e velho Sertanejo. Seja para curtir com os amigos, num churrasco de fim de semana, na faxina da casa, no carro, numa viagem, ou até mesmo na amiga fossa, quando se está com o coração partido, o gênero musical tem sempre boas opções, e 2020 os artistas capricharam. Para se ter uma ideia, a playlist mais tocada no Spotify no ano passado foi a “Esquenta Sertanjeo”, com mais de cinco milhões de inscritos.

Marília Mendonça, a rainha da sofrência, foi a mais ouvida, quem aí não sabe cantar Graveto, hit da cantora. Ela também foi a mais vista pelas lives, que aconteceram ao longo do ano passado.

Confira os mais ouvidos de 2020:

1 – Marília Mendonça

2 – Henrique e Juliano

3 – Gusttavo Lima

4 – Zé Neto e Cristiano

5 – Jorge e Mateus

6 – Os Barões da Pisadinha

7 – Anitta

8 – Matheus e Kauan

9 – Alok

10 – Maiara e Maraisa

Já a medalha de ouro, de música mais tocada, ficou com a dupla Henrique e Juliano, com a sua Liberdade Provisória “tava solteiro, $#**@ nenhuma…”. Pessoal caprichou na sofrência, deve ter sido efeito da covid-19.

Confira o ranking das mais tocadas em 2020

1 – Liberdade Provisória – Henrique e Juliano

2 – A gente fez amor – Gusttavo Lima

3 – Graveto – Marília Mendonça

4 – Volta por baixo – Henrique e Juliano

5 – S de saudade – Luíza e Maurílio, Zé Neto e Cristiano

6 – Litrão – Matheus e Kauan

7 – Barzinho Aleatório – Zé Neto e Cristiano

8 – Don’t Start Now – Dua Lipa

9 – Cheirosa – Jorge e Mateus

10 – Sentadão – Felipe Original, JS o Mão de Ouro, Pedro Sampaio

Em 2021, parece que o Sertanejo vai continuar bombando. Comenta aí o que você acha?