Arte e natureza em escola do Florence 2

Alunos da Doutor Newton Oppermann inauguram o projeto ‘Grafite, Proteção Animal e Sustentabilidade’, em parceria entre Prefeitura e Estado

fotos: divulgação – Alunos da Escola Estadual Doutor Newton Oppermann, localizada no Jardim Florence II, em Campinas, participaram esta semana do projeto piloto ‘Grafite, Proteção Animal e Sustentabilidade’ em ação conjunta entre a Secretaria do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.

O projeto é uma iniciativa do Departamento de Proteção e Bem-estar Animal (DPBEA) e da Coordenadoria de Educação Ambiental do Departamento do Verde e Desenvolvimento Sustentável (DVDS), ambos de Campinas. Os objetivos da ação foram envolver o ambiente escolar na relação com os animais domésticos e silvestres; incentivar o plantio de mudas de árvores; abordar o conceito de posse responsável e frisar a importância do meio ambiente.

Os estudantes plantaram mudas de árvores nativas e frutíferas, participaram de aulas sobre posse responsável de animais e de palestra com o Secretário do Verde, Rogério Menezes, que abordou os temas da proteção animal e do meio ambiente, como parte das atividades. “Esta ação não vai ficar circunscrita a esta escola apenas, vai chegar a muitas outras escolas nestes próximos anos”, assegurou. Menezes disse que a secretaria vai promover a grafitagem, o plantio de árvores frutíferas, a conscientização da proteção dos animais e também “oferecer nossa orientação técnica para escolas que quiserem fazer hortas no ambiente escolar”.

Alunos da Doutor Newton Oppermann inauguram o projeto ‘Grafite, Proteção Animal e Sustentabilidade’, em parceria entre Prefeitura e Estado

Segundo Rodrigo Pires, coordenador de Gestão de Animais do DPBEA e um dos idealizadores do projeto, o objetivo foi cumprido. “Conseguimos envolver a comunidade escolar: alunos, funcionários, professores e diretoria para que adquiram maior proximidade com ações como o plantio de árvores e o cuidado com os animais”, disse Pires.

“Assim que possível, quando as condições sanitárias estiverem mais controladas em relação à Covid-19, pretendemos realizar campanha de microchipagem de cães e gatos e estender o trabalho de conscientização para locais onde foi desenvolvida a ação em parceria com a escola”, afirmou Vagner Bellini, diretor do DPBEA.

O artista plástico e grafiteiro Leandro Kraniun fez desenhos de animais nos muros e alegrou o ambiente escolar. Cercado por suas belas criações, destadou que “o grafite, no passado, foi muito discriminado, e nos dias atuais emprega um papel importantíssimo que vai muito além da arte. Consegue permear e interagir com várias outras áreas e utilizar sua estética para debater e fomentar assuntos pertinentes do dia a dia da população”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.