Vacina contra gripe estará disponível para todos a partir de amanhã, 22

Campanha segue enquanto houver doses disponíveis. Saúde reforça alerta para vacinação de crianças, gestantes e puérperas

foto: Eduardo Lopes – A vacinação contra a gripe será liberada para toda a população maior de seis meses de idade a partir desta quarta-feira, dia 22 de junho, em 65 centros de saúde da cidade. Apenas os CSs Joaquim Egídio e Boa Esperança não participam da vacinação. Os endereços e horários de funcionamento das salas de vacina está na página exclusiva.

Ao lado da liberação da vacina para todos, é necessário que as pessoas dos grupos prioritários que ainda não tomaram a dose procurem a unidade de saúde o quanto antes. A coordenadora da Central de Vacinas do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Cintia Bastos, enfatiza que a vacina é segura, eficaz e reduz o risco de morte e hospitalizações. “Tomar a vacina também protege as outras pessoas, já que o vírus pode ser transmitido a outros, antes mesmo que a pessoa saiba que está infectada”, explicou.

Outro ponto ressaltado por Cíntia é a atualização anual da vacina para assegurar a proteção contra as novas cepas circulantes do vírus. “Neste ano, ela protege contra as cepas H1N1, H3N2 (subtipo Darwin, que causou surtos localizados no Brasil no fim de 2021) e tipo B.”

Vacina contra gripe – Alerta: crianças, gestantes e puérperas
Dia D contra a Covid
O Centro de Saúde do DIC VI é um dos locais no Ouro Verde para aplicação da vacina contra gripe

O último balanço parcial, divulgado no dia 15 de junho, mostrou que 232.479 pessoas já tinham sido vacinadas desde o início da Campanha, em 26 de março. A maior cobertura vacinal é a das pessoas idosas, com 88% do público-alvo atingido (128.554 doses aplicadas). Em seguida, está o grupo de trabalhadores de saúde, com 59% de cobertura e 31.118 pessoas vacinadas.

O alerta maior é para três grupos: crianças de seis meses a menos de cinco anos, gestantes e puérperas. Nos dois primeiros casos, a cobertura vacinal ainda não alcançou 50% do público.

A meta para todos os grupos é de 90% de cobertura. Das crianças, apenas 43% do público-alvo foi vacinado até agora, o que representa 27.359 doses aplicadas. As gestantes têm a taxa mais baixa: 36%, representando 3.683 doses aplicadas; já as puérperas são o terceiro público menos imunizado, com 51%, ou seja, 854 mulheres vacinadas.

Atualização de vacinas

Quem for ao Centro de Saúde tomar a vacina, também já pode aproveitar para tomar outras vacinas do calendário nacional que estejam disponíveis para seu grupo. É seguro tomá-las no mesmo dia. Isso vale tanto para as doses da vacina contra a covid-19 quanto a de sarampo. Esta última está disponível para crianças a partir de seis meses menores de cinco anos de idade, e para trabalhadores de saúde com doses atrasadas.

Estavam incluídos na campanha de vacinação somente as pessoas a partir de 60 anos, crianças entre seis meses e menores de cinco anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, pessoas com deficiência, pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto).

Também já estavam contemplados os caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade, além de adolescentes e jovens sob medida socioeducativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.