Ponte Preta distribui alimentos na comunidade Nelson Mandela

Ação da macaca foi em conjunto com as torcidas organizadas e ocorreu em mais 3 bairros da cidade  

fotos: divulgação/Ponte Preta – Para ajudar um pouco nessa hora de aperto, voluntários da Macaca e das torcidas Jovem, Ponte Chopp e Ser Ponte se uniram e conseguiram arrecadar (e comprar) cerca de três toneladas de alimentos.

A bordo do Gorilão, os voluntários foram, na manhã de sábado (30 de maio), ao Jardim São Fernando, Vila Brandina, Gleba B e Comunidade Nelson Mandela para fazer a doação às famílias carentes de cada localidade, que já haviam sido cadastradas previamente.

“É um trabalho maravilhoso. Eles vieram suprir a necessidade e a fome de vários moradores que não conseguiram ainda o auxílio emergencial, ainda está em análise. Graças a pessoas como eles estamos conseguindo ficar de pé”, diz, emocionada, Thamires Batista, coordenadora ocupação Nelson Mandela.

Voluntários ao lado do “Gorilão”

Entre os voluntários que fizeram a entrega estava o dançarino Jailson Negão, que dá vida ao Gorila que anima os jogos da Ponte Preta. “Acho muito importante esse tipo de iniciativa. Parte destas pessoas que recebeu os alimentos frequenta o nosso estádio, está passando por uma situação complexa. É muito difícil faltar um alimento em casa e poder ajudar nestas horas… Isso mostra que a Ponte é muito mais do que futebol”, conclui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.