Papa Francisco faz apelo por vacinação contra Covid-19

Ele diz que imunização é ato de amor para com os mais frágeis. Vacinação está lenta em países pobres de todo o mundo

Por RTP – Roma

foto: Reuters / Vatican Media – O papa Francisco disse hoje (18) que quem se vacina contra a Covid-19 demonstra um “ato de amor” para com os mais frágeis.

O chefe da Igreja Católica afirmou que cabe a cada um contribuir para acabar com a pandemia de covid-19, e que essa contribuição começa com a vacinação.

As declarações do papa foram feitas em mensagem dirigida aos representantes da Igreja Católica na América Latina, no momento em que o número de infecções aumenta em países do centro e do sul do Continente Americano.

Vacinem-se! É o slogan lançado pelo papa, numa campanha que junta arcebispos e cardeais do Continente Americano com a mensagem de que as vacinas são seguras e uma ferramenta fundamental para conter o avanço do novo coronavírus.

Vacinação em São Paulo

No site do governo do estado de São Paulo, o OuroVerdeMais consultou o ‘Vacinômetro’ às 14h 45 (do dia 18) e apontava que, 31.920.424 pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. E 12.816.474 pessoas já estavam imunizadas com as duas doses da vacina. Com a vacina de dose única, a ferramenta apontava que, 1.130.370 pessoas receberam esse tipo de imunizante.

O governo do estado também anuncio que vai iniciar a vacinação de estudantes de 16 e 17 anos em todo o estado. Adolescentes com comorbidades e/ou deficiências, grávidas e puérperas já começaram a ser imunizados. A vacinação para este grupo vai até o dia 25 de agosto.