Minicidade em Campinas visa conscientizar e educar futuros motoristas

Circuito tem área de 284 metros quadrados e é voltado a crianças de 5 a 11 anos

fotos: Fernanda Sunega – Como parte das iniciativas de educação e preservação de vidas no trânsito, a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas ativou, em sua sede, uma minicidade, espaço que simula a circulação em ambiente urbano. A abertura do circuito ocorreu nesta quarta-feira, 21 de outubro, com a presença do prefeito Jonas Donizette e do secretário de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro.

Com área total de 284 metros quadrados, a minicidade simula, em escala reduzida, uma rua, ciclofaixa, calçadas, travessias de pedestres e abrigo de ônibus adaptado. O circuito conta com sinalização viária e cicloviária horizontal (solo) e vertical (placas), quatro focos semafóricos e três vagas exclusivas. A iluminação é em LED e foram implantadas medidas de acessibilidade.

A estrutura teve investimento estimado em R$ 134 mil, incluindo aquisição de equipamentos (bicicletas e capacetes) e recursos operacionais. A minicidade foi idealizada por técnicos da Emdec e executada com mão de obra própria.

O projeto é voltado para crianças de 5 a 11 anos (anos finais da Educação Infantil e Ensino Fundamental I) e complementa, com atividades práticas e lúdicas, os programas de educação de trânsito já realizados pela Emdec. A visitação à minicidade promove reflexões sobre os atuais modelos de trânsito e transporte, estimulando a construção de cidades mais humanas e sustentáveis.

Por conta das restrições impostas pela pandemia de coronavírus, a abertura do espaço foi experimental, restrita aos filhos dos funcionários da Emdec. Como medida de prevenção ao contágio, as visitas foram autoguiadas – cada colaborador recebeu material de orientação para uso pedagógico do espaço. Passado o período de enfrentamento da pandemia, a estrutura receberá visitas agendadas do público externo, supervisionadas por educadores da Emdec.

Abordagem pedagógica

Na minicidade, o público vivencia situações reais de mobilidade urbana. As crianças são estimuladas a adotar comportamentos seguros ao vivenciarem os diferentes modos de deslocamento (como pedestres, ciclistas e usuários do transporte público). Como forma de estimular a mobilidade ativa e o uso do transporte coletivo, a criança não exerce os papeis de futuro motorista ou motociclista.

Entre os conceitos abordados durante a experiência estão a segurança viária; a democratização do espaço público, com acessibilidade e inclusão; a preservação do meio ambiente; e a priorização dos meios de transporte não motorizados, coletivos e sustentáveis.

Futuramente, um parklet (extensão da calçada) será integrado à minicidade, representando uma praça ou parque público. Em um segundo momento, o projeto poderá ser estendido ao público adulto (idosos e pessoas com deficiência), com foco na conscientização para a segurança e cultura de paz no trânsito.

Números Minicidade

  • Área total de 284 m²;
  • Ciclofaixa de 42 m², com largura de 1,10 metros;
  • Pista de 63,2 m²;
  • Mais de 87 m² de percursos: 40,2 m² de circuito de bicicleta e 47,5 m² de via;
  • Viário com largura de 1,30 metros;
  • 15 placas de sinalização viária e cicloviária;
  • 4 focos semafóricos;
  • 2 postes de iluminação em LED;
  • 1 abrigo de ônibus com nova padronização e espaço para cadeirantes;
  • 3 vagas especiais: idoso, pessoa com deficiência e transporte escolar;
  • 2 paraciclos;
  • Acessibilidade: rampas e piso podotátil;
  • Paisagismo;
  • Capacidade máxima: 15 crianças utilizando o local simultaneamente.