Idosos e profissionais do Lar dos Velhinhos recebem vacina contra Covid-19

Imunização avança em Campinas e no país. Novas etapas da vacinação serão divulgadas em breve

fotos: Adriano Rosa – Antonio Pontes, de 82 anos, foi o primeiro idoso vacinado hoje contra a Covid-19, na campanha que teve início em Instituições de Longa Permanência (ILPIs) em Campinas. A vacinação começou no Lar dos Velhinhos para imunizar idosos, cuidadores e profissionais que atuam na entidade. Antonio Pontes mora no Lar dos Velhinhos há 22 anos. No local, foram vacinados 246 pessoas, sendo 100 idosos e 146 profissionais.  

A meta é aplicar a primeira dose em cerca de seis mil pessoas que vivem ou trabalham nas instituições nas próximas duas semanas. A segunda dose será aplicada após 12 semanas.  A preocupação em imunizar esse grupo ocorre porque, entre todos os idosos, os de maior risco são os que vivem em instituições. A entrada de uma pessoa infectada pode transmitir o coronavírus com mais facilidade para todos os moradores.  

Vacinação no Lar dos Velhinhos de Campinas.

“Estamos cuidando desses locais desde o início da pandemia. Quando soubemos que na Europa havia surto de Covid-19 nas instituições, levado por visitantes, fizemos um decreto e interrompemos as visitas em Campinas, para preservar a saúde dos idosos”, disse a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea Von Zuben.   Ela estima a existência entre 130 e 150 Instituições de Longa Permanência de Idosos em Campinas. Por isso, agentes comunitários estão percorrendo a cidade para o levantamento dos locais que abrigam idosos e, assim, fazer a imunização.   No início da campanha, dois profissionais foram designados para o Lar dos Velhinhos, uma das maiores instituições da cidade para idosos. Os lares menores serão atendidos por equipe rotativa. Andrea informou que todos serão avisados com antecedência.