Guarda Municipal ganha novo integrante: o pastor alemão Korus

Com dois meses e meio, ele se tornou o mascote da base onde fica a sede do canil. Por enquanto, fase ainda é de brincadeiras

fotos: Carlos Bassan – O pastor alemão Korus é o mais novo membro da família dos cães policiais no Canil da Guarda Municipal de Campinas. O filhote ainda tem dois meses e meio de idade e chegou há pouco menos de um mês. Ele foi doado para a GM por um criador de Paulínia. Mesmo sem idade suficiente para começar o adestramento para se tornar um K9 (cão policial), Korus já está em fase de adaptação. Por enquanto, ele está só com as atividades lúdicas, se divertindo com bolinhas e outros objetos, sendo estimulado o tempo todo pela equipe de treinadores. 

Korus já está em fase de adaptação

 “Essas brincadeiras já são um jeito de ele se interessar pela caça, para o trabalho de faro”, explica o adestrador da GM Fábio Risso. Por enquanto, ele virou o mascote da Base da GM no São Bernardo e brinca o tempo todo com a equipe de funcionários do local  Ainda segundo o adestrador, conforme ele cresce, são colocadas em seu treinamento novas brincadeiras. “Cada cachorro tem uma personalidade distinta e o adestramento é direcionado de acordo com o interesse do animal, se é para faro, proteção ou os dois”, esclarece Risso. “Mas já deu para notar que o Korus não tem medo de nada”, completa.  

Para que o cachorro fique pronto para poder trabalhar junto com os guardas municipais em operações, o treinamento ainda dura pelo menos um ano.  O faro dos pastores alemães é importante no trabalho de policiamento e segurança. Eles são capazes de distinguir mais de 250 cheiros diferentes.   

Na Guarda Municipal, eles acompanham operações e atuam como cães farejadores de entorpecentes, de armas, munições e de proteção. Quando encontram substâncias ilícitas, por exemplo, eles deitam ao lado do objeto suspeito para chamar a atenção do guarda que o acompanha.  

O adestrador da GM Fábio Risso com Korus
Canil Guarda Municipal  

No Canil da Guarda Municipal de Campinas há três treinadores e um total de sete cães, seis machos e uma fêmea.   

Três pastores alemães já atuam em operações: Cheddar, de 2 anos; Flecha, 4 anos; e Naruk, o mais velho, com 5anos. Ainda tem Bart, da raça Beagle, que é treinado para apresentações de “show dog” com crianças; Polar, um labrador caramelo de 1 ano que está sendo treinado para operações que exigem o faro; e a única fêmea é a Dim, uma pastor alemão, também sendo preparada para o trabalho em campo.  De forma geral, os cachorros se aposentam quando chegam aos oito anos de idade, mas isso pode variar, conforme as condições físicas do animal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.