Curso de Empreendedorismo e Economia Solidária tem vagas remanescentes

foto: divulgação – As aulas do curso de Empreendedorismo e Economia Solidária, promovido pela Coordenadoria de Políticas Públicas para a Juventude da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, tiveram início na última segunda-feira, dia 18. O curso ainda tem 38 vagas remanescentes, 20 para a turma das 15h às 18h e 18 para a outra, das 18h às 21h, sempre de segunda e quarta-feira. Dessas vagas, 10, sendo cinco em cada turma, são reservadas para alunos surdos. As inscrições podem ser feitas entre quarta-feira, dia 20 e segunda-feira, dia 25, no Centro de Referência da Juventude (CRJ), que sedia o curso.

Neste curso, o estudante prende noções básicas de economia solidária e autogestão, além de fazer planos de negócios. A ideia é que o aluno encontre alternativas no mercado de trabalho formal e no associativismo. Os jovens podem, por exemplo, formar cooperativas. Segundo o coordenador de Políticas Públicas para a Juventude, Felipe Gonçalves, o primeiro dia de aulas incluiu dinâmicas para apresentação e interação dos alunos, principalmente relacionadas a objetivos e projeto de vida.

O projeto é promovido em parceria com a Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) do Governo Federal, que investiu R$ 170 mil. “Esse foi um projeto em que fomos aprovados em segundo lugar no Brasil entre mais de 150 projetos inscritos e fomos contemplados com o recurso. Para este ano, a coordenadoria tem trabalhado muito na geração de oportunidades para os jovens, sejam elas de emprego, estágio, jovens aprendizes, estudo e qualificação profissional”, ressaltou Felipe.

Segundo Gonçalves, várias iniciativas estão sendo preparadas, inclusive novos cursos de auxiliar de logística e auxiliar de recursos humanos que abrirão inscrições em breve. São mais de 260 jovens a serem contemplados com cursos profissionalizantes.

O CRJ também sediará o curso de gestão cultural para jovens que atuem ou que pretendem atuar na área da cultura para que encontrem formas de gerar rendas neste segmento. As aulas vão começar em 23 de abril e após o período de matrícula, se houver desistências, serão abertas vagas remanescentes. Eles vão aprender como escrever projetos para editais de incentivo, empreender no segmento cultural e trabalhar a comunicação. A carga horária para ambos os cursos é de 96 horas.

No total, a iniciativa contempla 200 vagas para jovens de 15 a 29 anos em quatro turmas nos períodos da tarde e da noite. Os cursos são gratuitos, de três a quatro meses, e serão ministrados por empresas especializadas. Os alunos também recebem material escolar e vale-transporte (com recarga no Bilhete Único de Campinas).

Serviço

Centro de Referência da Juventude (CRJ) – Fone (19) 3223-4840

Rua Dusolina Leone Tournieux, s/n Vila União (ao lado do terminal de ônibus).