Corredor BRT Ouro Verde inicia nova etapa de obras na Amoreiras

A Avenida das Amoreiras recebe nova frente de obras do Corredor BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido) Ouro Verde a partir de quarta-feira, 31 de outubro. Os trabalhos serão estendidos para mais um trecho da via, a partir da Avenida Senador Antônio Lacerda Franco, até o cruzamento com a Rodovia Anhanguera (SP-330), na região do Jardim do Lago. A nova etapa abrange 1,1 km e consiste na construção de novo pavimento para os veículos do BRT, além das Estações de Transferência Vila Rica e Anhanguera.
O trecho em obras passará a contar com uma faixa por sentido. Serão bloqueadas as faixas exclusivas de ônibus, além de uma faixa de rolagem do trânsito de veículos. Esta já é a dinâmica do trânsito na Amoreiras desde o dia 25 de setembro, da Rua Bragança Paulista até a Avenida Senador Antônio Lacerda Franco, entre os bairros Jardim Novo Elíseos e Jardim do Lago. No trecho de 640 metros ocorrem obras de drenagem e construção de novo pavimento do corredor BRT, além de revitalização do sistema viário.
“A construção dos Corredores BRT é a maior obra pública em andamento no país, com 36 quilômetros de extensão. Para que o cronograma seja cumprido e a população possa utilizar o novo sistema em breve, há várias frentes de trabalho em andamento, simultaneamente. Uma obra dessa proporção em via urbanizada causa impactos no trânsito, mas nossa equipe vem atuando para minimizá-los, inclusive em campo, orientando os moradores das regiões afetadas”, destacou o secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro.

Medidas
Assim como fez na primeira etapa, a Emdec colocará em prática plano operacional de trânsito e transporte para minimizar os impactos viários desta segunda fase de obras na Amoreiras. Uma das medidas é a redução da velocidade máxima permitida no trecho afetado, anterior à Rodovia Anhanguera, que passa a ser de 40 km/h. Além disso, serão ajustados os tempos semafóricos nos cruzamentos existentes em toda a extensão em obras.
Outra mudança envolve os usuários do transporte público coletivo. Os pontos de ônibus existentes no trecho em obras serão transferidos para as marginais da Amoreiras. Funcionários da Emdec realizaram, com antecedência, um trabalho de orientação aos moradores da área, esclarecendo dúvidas sobre o transporte público, rotas alternativas e interferências na via.