Como fazer um bom planejamento financeiro

Método é fundamental para não entrar em dívidas e ciladas financeiras

foto: divulgação – Quando o assunto é finanças pessoais, um termo sempre presente é planejamento financeiro. Trata-se de um conceito-chave, que resume as estratégias elaboradas por especialistas para aumentar a nossa saúde financeira e potencializar o uso que fazemos do nosso dinheiro.

Neste artigo, nós vamos te explicar o que é planejamento financeiro e te ensinar, de um modo prático e intuitivo, como você pode criar um e aplicar às suas finanças, de modo a conseguir resultados bastante positivos.

O que é o planejamento financeiro?

Planejamento financeiro é um conjunto de estratégias que devem ser aplicadas constantemente na gestão das nossas finanças para alcançar determinadas metas.

Ou seja, o planejamento financeiro pode ser diversificado, reunindo diferentes estratégias. Deve ser adaptado à realidade financeira de cada um. Deve ser aplicado constantemente, o que requer disciplina, força de vontade e alguns estímulos.

Outra parte importante do planejamento financeiro é que ele está ligado a metas, que guiarão o consumidor na sua jornada de controle das finanças. As metas devem refletir os nossos sonhos e projetos de vida.

Comprar a casa própria, fazer uma viagem de lua-de-mel perfeita, financiar a faculdade dos filhos, abrir o próprio negócio, são exemplos de metas de longo prazo que podem ser usadas no seu planejamento financeiro.

Veja também: Método bola de neve: como se livrar das dívidas de uma vez

Qual a diferença entre planejamento e orçamento?

Orçamento diz respeito a algo mais restrito que planejamento financeiro. Dentro das finanças pessoais, o orçamento é uma previsão de como se comportarão os seus ganhos e as suas despesas num período próximo, que pode ser o próximo mês.

Para calculá-lo, você deve se basear nas despesas que foram realizadas nos períodos anteriores, como contas de água e de luz, alimentação e transporte, e também deve presumir que novas despesas poderão surgir e qual será o valor delas.

O planejamento, como já demonstramos, é mais amplo, e pode se utilizar de um orçamento. Afinal, é com base nos seus ganhos e nas suas despesas – mas também nas suas metas – que você deve elaborar as estratégias que colocará em prática.

Criando um planejamento financeiro

As estratégias que farão parte do seu planejamento financeiro podem variar, mas nós listamos abaixo as principais, que são recomendadas devido à sua eficiência e facilidade de colocar em prática.

Tenha um controle de gastos

Os gastos (ou despesas) são um elemento fundamental em qualquer planejamento financeiro. Você deve conhecer o seu funcionamento, e a melhor forma de alcançar isso é fazendo um registro constante e detalhado dos gastos.

Isso pode ser feito de forma gradual. Inicialmente, separe um dia na semana para anotar os gastos feitos dentro do período, podendo incluir apenas poucos detalhes nesse momento. Depois, deverá aumentar gradualmente a frequência dos registros e ir adicionando detalhes relevantes, como destino do gasto, valor, taxa de juros, data de vencimento, etc.

Uma forma de facilitar isso é usando um app de controle financeiro, que pode ser acessado no seu smartphone, sempre que você tiver um tempinho disponível. Esses aplicativos são bem práticos e podem, inclusive, fazer o registro automático de alguns gastos, além de outras funções.

Defina metas claras

As metas, como dissemos, são uma parte essencial do planejamento financeiro, pois guiarão todas as estratégias. Você deve elaborar metas de longo prazo, ligadas a sonhos e desejos especiais, e, a partir delas, ir definindo as metas de curto prazo.

Por exemplo, se o seu desejo é adquirir um carro, pode definir como meta de longo prazo juntar dinheiro suficiente para fazer a compra à vista, dentro de um prazo de 5 anos. Suas metas de curto prazo, portanto, serão as metas de poupança mensais necessárias para alcançar a meta de longo prazo, dentro do prazo estabelecido.

Suas metas devem ser claras e realistas, baseadas na sua realidade financeira. Não defina metas muito ambiciosas que não será capaz de cumprir depois.

Sempre compare preços e taxas

Pesquisar pelos melhores negócios é uma condição essencial dentro do planejamento financeiro.

Sempre que for realizar um gasto, faça uma pesquisa, ainda que rápida, comparando com produtos semelhantes. Isso é importante especialmente no caso de produtos de grande valor, em que os preços podem variar bastante, dependendo do vendedor e de outros fatores.

Felizmente, hoje em dia podemos usar a tecnologia na hora de pesquisar os melhores negócios. Faça uma rápida pesquisa na internet, acessando sites de venda ou mesmo sites especializados em comparar preços.

No caso de empréstimos e outros produtos de crédito, nós recomendamos usar comparadores de crédito, onde você poderá analisar diversas opções e escolher qual se encaixa melhor no seu perfil.

O mesmo serve para negociar suas dívidas. Você pode tentar negociar diretamente com seu credor, ou usar plataformas online para comparar diferentes propostas, encontrando o melhor desconto para você.

Coloque poupar como prioridade

Poupar dinheiro é uma atitude que pode não apenas te ajudar a alcançar as metas estabelecidas, mas também melhorar constantemente a sua saúde financeira. 

Recomenda-se, aliás, manter sempre uma reserva de emergência, que poderá ser usada em momentos de necessidade, e para formá-la é preciso poupar.

A melhor forma de conseguir poupar dinheiro é fazendo cortes nas suas despesas. Lembra-se do controle de gastos que falamos antes? Então, é com base nele que você definirá que despesas devem ser cortadas ou pelos menos diminuídas. 

Você deverá realizar os cortes sobre despesas menos necessárias, mas também pode economizar sobre gastos constantes, como água e energia.

Também é possível aumentar sua poupança através de novas fontes de renda, como um aumento de salário, horas extras, abrindo um negócio home based, vendendo objetos usados, investindo seu dinheiro, etc.

Por fim, nossa dica é colocar a poupança como uma obrigação que deve sempre ser cumprida a cada mês. Para te ajudar nessa tarefa, recomendamos, inclusive, separar o dinheiro da poupança no início do mês, em vez de deixarmos para o fim, como costumamos fazer.

Acompanhamento constante

O planejamento financeiro pode trazer grandes benefícios para sua vida. Ele será útil não apenas para adquirir aqueles bens e serviços há muito desejados, mas também para manter a sua situação financeira sempre em dia.

Mas para um planejamento financeiro ser eficiente, é necessário que seja feito de forma inteligente. Requer, além disso, paciência e disciplina, pois o acompanhamento das suas finanças e das suas metas deve ser constante.

Para mais conteúdos sobre educação financeira, consulte o blog Juros Baixos  ou o canal no YouTube, onde postam vídeos regularmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.