BRT atinge quase 80% de pavimentação

foto: EMDEC – As obras de implantação dos Corredores BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido) no município atingiram cerca de 80% de pavimentação finalizada. Dos 36,6 quilômetros de corredores previstos no projeto, 28,4 km estão prontos.        

Nos meses de março e abril, quatro novas frentes de trabalho foram iniciadas para avanço das obras do BRT. Na região do Parque Universitário de Viracopos, foram realizadas interdições na Avenida Ruy Rodriguez, para finalização das obras do Terminal Ouro Verde e execução de nova rede de drenagem. Ainda na Ruy Rodriguez, houve mudanças de circulação no Jardim Morumbi para complementação do pavimento de concreto. Além disso, dois retornos da Avenida John Boyd Dunlop, na região do Jardim Londres, foram fechados para avanço das obras do Corredor Campo Grande.       

De forma geral, as obras de execução dos três corredores e das obras de arte (pontes e viadutos) atingiram 65% de conclusão. A implantação do Corredor Perimetral, que terá 4,1 km de extensão, está 85% finalizada. Cerca de 65% dos trabalhos que compõem o Corredor Campo Grande foram executados. O BRT Campo Grande terá 17,9 km de extensão. No Corredor Ouro Verde, que terá 14,6 km de extensão, cerca de 60% dos trabalhos estão concluídos.     

Sete das 18 novas pontes e viadutos que compõem o BRT campineiro já foram concluídas e outras nove estão em execução. São 27 estações e terminais com as estruturas metálicas instaladas, restando a etapa de acabamento.         

Trechos liberados  

Mais de 11 quilômetros de trechos dos Corredores BRT já foram liberados para circulação de veículos, nos últimos 10 meses. No Corredor BRT Campo Grande, foram liberados 4,25 km de corredores na Avenida John Boyd Dunlop, nas regiões do Jardim Ipaussurama e Florence.       

No Corredor Ouro Verde, foram cerca de 6 km de trechos liberados para circulação de veículos, nas avenidas Amoreiras e Ruy Rodriguez. Já no Corredor Perimetral, houve a liberação de trecho de cerca de 1 km, entre o Parque Industrial e o Jardim Miranda.             

Os usuários do transporte público que utilizam os eixos Amoreiras, John Boyd Dunlop e Ruy Rodriguez, já sentem, em seu dia a dia, mais agilidade nas viagens diárias. Os motoristas que trafegam nos trechos impactados também foram beneficiados com uma significativa melhoria da fluidez viária, já que as liberações das faixas exclusivas para os ônibus do sistema convencional resultam na redução de veículos nas vias marginais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.