Após polêmica do MS, Campinas mantém vacinação entre 12 a 17 anos

Seguindo recomendação do Estado de SP, adolescentes continuarão sendo vacinados na cidade

foto: divulgação/PMC – Hoje (16) a tarde, o Ministério da Saúde suspendeu a orientação de vacinação de adolescentes sem comorbidades contra a covid-19.  Após o comunicado de suspensão do Ministério da Saúde, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu comunicado em que diz não ver razão para mudar as condições aprovadas pelo órgão para a vacina da Pfizer/BioNTech.

Ainda hoje a tarde, a Secretaria Municipal de Saúde de Campinas informou que manterá a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos. Seguindo recomendação da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.

As pessoas que têm horários agendados devem comparecer normalmente ao local escolhido no dia e hora marcados para receber a dose.

Até o momento, 54.335 adolescentes (49% da população estimada entre 12 e 17 anos) receberam a primeira dose da vacina no município.

Campinas mantém vacinação
vacinação contra a covid-19
Após polêmica, Campinas Campinas mantém vacinação para adolescentes de entre 12 a 17 anos

A pasta da Saúde ressalta que, no momento, todas as vagas para este público estão preenchidas em Campinas, mas que o agendamento será reaberto assim que a cidade receber mais doses da vacina da Pfizer, a única autorizada para adolescentes. A ANVISA acrescenta que todas as vacinas autorizadas no Brasil são monitoradas constantemente a partir da notificação de efeitos adversos. E lembra que a aprovação do uso da vacina da Pfizer/BioNTech em adolescentes levou em consideração estudo com 1.972 pessoas nessa faixa etária, com eficácia de 100% nos grupos avaliados.

A ANVISA acrescenta que todas as vacinas autorizadas no Brasil são monitoradas constantemente a partir da notificação de efeitos adversos. E lembra que a aprovação do uso da vacina da Pfizer/BioNTech em adolescentes levou em consideração estudo com 1.972 pessoas nessa faixa etária, com eficácia de 100% nos grupos avaliados.