5 dicas para entreter seu pet na quarentena

Em tempos de isolamento social, Associação Patas Para Você recomenda fazer atividades em casa

fotos: divulgação – Com extensão da quarentena, os pets costumam ficar perdidos diante da nova rotina. Sem os passeios diários, visitas aos parques e voltinhas nas praças, a ideia é criar um movimento diferente dentro de casa, para entreter os amigos de estimação.

Vale lembrar que não apenas na pandemia é preciso manter os cães quietos em casa, mas também em meses chuvosos ou frios, quando os passeios precisam ser suspensos ou reduzidos. Sabendo que os cachorros são animais sociáveis, carentes de companhia e brincadeiras, a Associação de Proteção Animal Patas Para Você preparou 5 dicas de atividades e ações para tornar esse período menos sofrido, mais saudável e divertido.

  • Brinque de “caça ao tesouro”

Brincadeiras são fundamentais para estimular o pet a se exercitar. Aquelas que incentivam o cão a buscar alimentos, por exemplo, rendem bons momentos de distração. O olfato dos cachorros é aguçado e você pode usar isso a favor do seu amigo. Esconda guloseimas em cantos e locais acessíveis, onde ele vai conseguir alcançá-las. É o momento de estimular o pet a correr, farejar ou cavar, se a casa tiver um quintal. Em uma gincana do tipo esconde-esconde, toda criatividade ajuda. Em espaços menores ou fechados, o “tesouro” pode ser uma bolinha ou outro brinquedo. O ideal é variar os objetos e brinquedos para oferecer novos estímulos e combater o tédio do cãozinho.

Pets precisam de cuidados e atenção para se desenvolverem

  • Deixe as refeições mais divertidas

Comedouros que liberam petiscos ou ração são uma boa ideia para tornar o momento da alimentação mais lúdico. Vale também criar uma cobertura saborosa para um mordedor que ele já conhece e buscar novas formas de exercitar a mastigação e, é claro, promover o entretenimento. Se for possível, variar um pouco o cardápio também tende a deixar o pet mais satisfeito e menos ansioso para sair e buscar novidades lá fora.

  • Quebre o silêncio

O silêncio amplia a sensação de isolamento, embora seja excelente na hora de dormir. Quando o dono do pet está em home office, não é raro se entreter no computador ou no celular, enquanto o cão se sente entediado. O mesmo acontece quando o pet fica sozinho em casa, enquanto as pessoas vão às compras. Se precisar sair por algumas horas, deixe a TV ou o som ligado. Existem canais especializados em animais, que eles costumam gostar. O barulho vai ajudar seu amigo a não se estressar ou ficar ansioso com ruídos externos.

  • Libere mais cômodos

Se antes da pandemia alguns cômodos eram proibidos para o pet, vale rever os espaços e abrir novas portas. Mesmo isolado em casa, procure dar mais liberdade ao cão, liberando mais um quarto ou local para ele explorar ou descansar. Mantenha as cortinas abertas e também as janelas, dentro do possível, para arejar o ambiente e deixar o sol entrar. É importante treinar o pet para relaxar em um ambiente reservado apenas para isso, lembrando que, para que eles fiquem bem durante a noite, precisam estar bem alimentados e sentindo-se seguros. Ter mais de um cômodo liberado ajuda nesse sentido.

  • Invista no conforto

Conforto, boa alimentação e hidratação são três ingredientes fundamentais para manter o pet saudável em tempos de isolamento. Portanto, invista em uma boa cama ou almofada sob medida, para que o seu cãozinho se sinta feliz no aconchego do lar. O espaço dedicado ao descanso deve ter sombra e boa ventilação. Sem esquecer que, durante a pandemia, os cuidados com a higiene precisam ser redobrados. Banhos mais longos são bem-vindos. Caso saia com o pet para uma voltinha, ao retornar, é recomendado passar álcool gel nas patas do animal (brincando com ele até secar, para que não coloque na boca). Seja na quarentena ou em um dia de chuva, a dica mais simples é brincar bastante com seu pet, fazendo carinho, afinal, tudo vale a pena para divertir seu melhor amigo.

As dicas são da Associação Patas Para Você